Aviso - Início do Curso de Fundamentos de Astronomia para Professores.



O Início do Curso de Fundamentos de Astronomia para Professores ocorrerá nas datas abaixo.

Polo Maceió -  Início do curso em 18/03/2017 - Sábado às 13h  no Centro de Ciências e Tecnologia da Educação no CEPA.

Polo União dos Palmares -  Início do curso em 25/03/2017 - Sábado às 13h. Local à definir.

Polo Penedo -  Início do curso em 01/04/2017 - Sábado às 13h. Local à definir.

Polo Arapiraca -  Início do curso em 08/04/2017 - Sábado às 13h. Local à definir.

Polo Santana do Ipanema -  Início do curso em 15/04/2017 - Sábado às 13h. Local à definir.


Curso de Fundamentos de Astronomia para Professores - Inscrições abertas.


      De 18 de março a 02 de dezembro de 2017, o Observatório Astronômico Genival Leite Lima, componente do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação, que está vinculado à Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria da Educação do Estado de Alagoas estará ofertando o Curso de Fundamentos de Astronomia para Professores. O Curso será semipresencial e terá 80 horas. Terá 50 vagas distribuídas em 5 cidades polos: Maceió, União dos Palmares, Penedo, Arapiraca e Santana do Ipanema. Em cada polo ocorrerão cinco encontros presenciais, sendo estes distribuídos ao longo do ano. As aulas presenciais irão acontecer aos sábados à tarde e em escolas a ser definidas com as Gerencias Regionais de Educação e posteriormente informada ao cursista. O Curso é gratuito e será certificado pela SEDUC.

Inscrições encerradas.

Mais Informações:
e-mail: observatorio.oagll(arroba)educ.al.gov.br
Fones: (82) 9 8878-5915 / (82) 3342-5073.

O Eclipse Anular (Parcial) de 26 de fevereiro de 2017.

Para o Brasil o eclipse será parcial.

     Próximo domingo, 26/02/2017, ocorrerá o primeiro eclipse solar do ano. O Eclipse será anular, uma vez que a Lua, a 371.853 km, estará aparentemente menor que o Sol e portanto, não encobrirá todo o disco solar. O diâmetro do Sol é cerca de 411 vezes maior que o da Lua, contudo, o Sol está a aproximadamente 390 vezes mais distante da Terra que a Lua. Por isso, os dois tem, vistos da Terra, aproximadamente o mesmo tamanho angular, cerca de 0,5º. Quando a Lua em seu movimento orbital passa entre o Sol e a Terra, dependendo do alinhamento dos três corpos, pode ocorrer um eclipse solar. Acontece que a órbita da Lua em torno da Terra não é circular, é elíptica. Isto faz com que ocorram eclipses nos quais a Lua está a diferentes distâncias de nosso planeta. No próximo domingo a Lua será cerca de 10 segundos de arco menor que o Sol e portanto, o eclipse será anular. Contudo, somente os observadores que estiverem em uma faixa de cerca de 30 quilômetros de largura, que vai do sudeste do oceano pacífico até o sudoeste da África, passado pelos sul do Chile e Argentina, irão ver o eclipse anular total. Para o Brasil o eclipse será parcial. Em Maceió, o eclipse será tal que, no máximo, cerca de 27% do disco solar será encoberto pela Lua.  

Trajetória da sombra da Lua sobre a superfície da Terra. F. Espenak, GSFC da NASA.

Início do eclipse
11h13
Máximo do eclipse parcial
12h24
Fim do Eclipse
13h37
Horário de Brasília.

 Para observar o eclipse, alguns cuidados devem ser tomados. Você nunca deve olhar diretamente para o Sol. Além da radiação intensa dos comprimentos de onda do espectro visível, estão presentes, na luz solar, as radiações infravermelha e ultravioleta que são nocivas. Portanto, se você deseja observar o eclipse, recomendamos que você utilize o método de projeção, seja a partir de um pequeno orifício, de uns 3 ou 4 mm, em um papel cartão ou mesmo papelão com um pedaço de papel alumínio fixado com fita crepe e onde se fará o orifício. Basta alinhar o orifício e Sol que você verá projetada uma pequena imagem do Sol na parede ou em um anteparo qualquer. Melhor ainda será se você dispor de um binóculo – use-o apenas para projetar a imagem do Sol e NUNCA para olhar diretamente para o Sol. O método de projeção é o mais seguro e não oferece risco algum.  

Projeção com papel cartão e papel alumínio com pequeno orifício.
Fonte: physics.weber.edu/schroeder/astro/SizeOfSun.html

Projeção com bióculo. Fonte www.Shallowsky.com.

O Observatório Astronômico Genival Leite Lima é um dos grupos componentes do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação, que está vinculado à Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria da Educação do Estado de Alagoas. Para realizar suas atividades conta com o apoio dos:
Usina Ciência da UFAL.
Clube de Astronomia de Maceió.






20ª OBA e 11ª MOBFOG - Inscrições abertas até 19/03/2017.


   Já estão abertas as inscrições para a 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e para a 11ª Mostra Brasileira de Foguetes.



1º Encontro dos Clubes de Astronomia de Alagoas

Prof. Elton Malta do IF-UFAL abriu o 1º EnCAL com sua
palestra "A física dos calendários".
     Nos dias 09 e 10 de dezembro tivemos o prazer de realizar o 1º Encontro dos Clubes de Astronomia de Alagoas - 1º ENCAL. O encontro aconteceu nas dependências do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação, CECITE, que está localizado no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas,CEPA, na avenida Fernandes Lima, s/n, Farol, Maceió, AL. O objetivo do 1º ENCAL foi o de reunir os clubes de astronomia que fazem parte do projeto "O Clube de Astronomia de minha escola", que é um projeto da Secretaria da Educação, para avaliar suas atividades, compartilhar conhecimentos e integrar estes grupos com outros já existentes em nosso estado.


O Superintendente de Políticas Educacionais da SEDUC-AL,
 prof Ricardo  Lisboa trouxe ótimas notícias para os clubes
 de astronomia das escolas estaduais. 
    O Encontro teve início às 9h30 do dia 09/12/2016 com a fala do coordenador do projeto e também do observatório astronômico, porfessor Me. Adriano Aubert. Logo em seguida, ouvimos o belo hino de nosso estado. Iniciamos o encontro com a excelente palestra do professor Dr. Elton Malta do Instituto de Física da Universidade Federal de Alagoas, intitulada "A física dos calendários". Na palestra o professor Elton explicou como características dos movimentos da Terra e da Lua nos levaram a definir os períodos de tempo tão importantes para nossa vida moderna. Após a palestra do professor Elton, o Superintendente de Políticas Educacionais, professor Me. Ricardo Lisboa trouxe boas novas aos novos clubes de astronomia que estão sendo estimulados a se
Bruno Bianchi apresentando o seu trabalho sobre a importância
da pesquisa espacial par a sociedade. 
formar e participar da construção de conhecimento em nossas escolas. A Secretaria da Educação do Estado estará, através da do OAGLL-CECITE-SUPED, disponibilizando recursos como bolsas de estudos e equipamentos como telescópios, binóculos para cada um dos clubes de astronomia das escolas das redes estaduais. Isto já a partir de 2017! Após a fala do superintendente, houve uma pequena pausa para um lanche e logo em seguida, iniciamos as apresentações dos pôsteres. Dez trabalhos foram apresentados. O Astronomy Club Eclipse de Arapiraca, o Clube de Astronomia Valentina Tereshkova de Cacimbinhas e o OAGLL de Maceió apresentaram suas pesquisas.

Professor José Edson (à direita), coordenador do ACE, apresentou as
 atividades e participação em eventos em 2015 e 2016.

José Cláudio e Pablo Vinícius membros do PAM apresentando as
 atividades desenvolvidas  em 2016.

    Às 14h30, após o almoço, retornamos para as apresentações orais. Iniciamos com a apresentação de Bruno Bianchi do Clube de Astronomia de Maceió, CLAM, intitulada "A Importância da Pesquisa espacial para a ciência e a sociedade". Depois foi a vez de José Cláudio e Pablo Vinícius, do Projeto Astronomia Mirim - PAM, apresentarem um relato sobre a trajetória do PAM em 2016. Em seguida, o professor José Edson discorreu sobre as atividades desenvolvidas pelo Astronomy Club Eclipse - ACE, da Escola Estadual Senador Rui Palmeira de Arapiraca. Após a apresentação do ACE, estava programada a apresentação da Sociedade Astronômica Galileu Galilei, da E.E. Cônego José Bulhões de Dois Riachos, que infelizmente não teve representação devido a um imprevisto que impediu que o

Lucas Barros e Marília Gabriela, alunos da
 E.E. Afrânio Lages  apresentando o seu
trabalho sobre
Fenômenos  Lunares Transitórios - IniCiA 2016.
 seu coordenador pudesse vir a Maceió. O próximo a apresentar foi o professor Me. Jenivaldo Lisboa que relatou as atividades do Clube de Astronomia Valentina Tereshkova - CAVT, da Escola Estadual Muniz Falcão em Cacimbinhas, AL. Em seguida, tivemos a apresentação do primeiro trabalho do Programa de Iniciação Científica em Astronomia - InCiA 2016 do OAGLL-CECITE. Lucas Barros e Marília Gabriela apresentaram seu estudo e lista de referências sobre os fenômenos
Maria Gabriela, aluna da escola Nossa Senhora do Amparo,
 apresentando seu trabalho sobre a estrela
variável l Carinae - IniCiA 2016.
Valquíria Guimarães, aluna da E.E. Fernandes Lima,
apresentando seu trabalho sobre os parâmetros
orbitais de estrelas duplas - IniCiA 2016.
lunares transitórios. O segundo trabalho do IniCiA 2016, de Maria Gabriela de Brito, aluna do 2º ano da Escola Nossa Senhora do Amparo, intitulado "Determinação dos parâmetros físicos da estrelas variável cefeida l Carinae" no qual a aluna demonstrou como, a partir da fotometria visual assistida por programas de computador, pôde calcular parâmetros como distância, massa e raio relativos da estrela. A última apresentação oral do Inicia, foi de Valquíria Guimarães, aluna do 3º ano da E.E. Fernandes Lima, que discorreu sobre os parâmetros orbitais de estrelas binárias. Valquíria apresentou a metodologia utilizada e os resultados da análise de vídeo das estrelas binárias Alfa Centauri e Beta Scorpi. Após a
apresentação de Valquíria, a coordenação atendeu ao pedido de Luiz Lima de Nascimento para apresentar um relato sobre as atividades do Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas, CEAAL. Após a fala de Luiz, tivemos mais uma parada para um lanche. Retornamos para a apresentação de Pedro Barros do CLAM. Pedro é jornalista recém formado e nos apresentou algumas orientações sobre publicações em periódicos. Após a fala de Pedro iniciamos a mesa redonda cujo tema foi o de avaliarmos os êxito e reveses das atividades dos clubes de astronomia na escola em 2016. Contudo, devido ao horário, deixamos para concluir a mesa redonda na manhã seguinte. Às 19h fizemos uma pausa para o jantar. Retornamos por volta das 20h ao observatório onde pudemos aproveitar a noite sem nuvens para observarmos com os telescópios e socializarmos as experiências vividas pelos clubes de astronomia nas escolas estaduais. Juntaram-se aos participantes alguns visitantes que vieram ao observatório durante a Semana Alagoana de Astronomia. Encerramos as atividades às 22h. 

Professor José Isnaldo IFAL e IF-UFAl, em sua palestra
 sobre o ensino de astronomia segundo a legislação vigente.
  No Sábado, 10/12/2016, iniciamos com a palestra do professor Me. José Isnaldo de Lima. A palestra intitulada "O ensino de astronomia na educação básica segundo a legislação vigente" foi excelente, primorosamente apresentada pelo professor do Instituto Federal de Alagoas e doutorando em ensino de Ciências e Matemática. Esclareceu vários pontos sobre as orientações para o ensino de astronomia na educação básica. Após a palestra, retomamos a discussão sobre o êxito e dificuldades das atividades dos clubes de astronomia na escola em 2016. Fizemos apontamentos sobre as principais dificuldades, ganhos e sugestões para melhorias do projeto. Logo após o término da mesa redonda, iniciamos a assembleia final do 1º ENCAL. Reunimos na mesa, representantes dos cinco clubes de astronomia presentes no encontro. Representando o CAVT, o professor Jenivaldo Lisboa, o ACE o professor José Edson, O
O diretor do CECITE, Prof. Ronaldo Cristiano entrega o
 telescópio "Luciano Barbosa" ao coordenador do ACE,
 prof. José Edson da E.E. Sen. Rui Palmeira de Arapiraca, AL.
CLAM Rôse Meire Dias, O PAM estava representado pelo José Cláudio e o CEAAL por Luiz Lima. Após uma breve fala de cada um dos representantes, iniciamos as votações. O primeiro tópico a ser votado foi se os encontros dos clubes de astronomia de Alagoas deverão ser anuais, foi aprovado por unanimidade. A segunda questão apresentada, foi onde irá ocorrer o 2º ENCAL? O professor Edson se propôs a organizar o encontro de 2017 em Arapiraca, que também foi aprovada. A terceira questão a ser votada na assembleia, se referiu à construção de um documento dos grupos que participaram do encontro propondo a expansão do números de clubes de astronomia nas escolas para 2017, também foi aprovada.  A última questão se referiu ao número mínimo de
Prof. Charles Magalhães do OAGLL entrega o telescópio "Laura"
ao coordenador do CAVT, prof. Jenivaldo Lisboa da
E. E. Muniz Falcão, Cacimbinhas, AL. 
clubes para a expansão em 2017. Quatro novos clubes deverão ser criados nas escolas estaduais, sendo que uma delas, deverá ser uma escola de Maceió. Encerrada a pauta da reunião, foram entregues os telescópios, binóculos e apontador de laser verde aos coordenadores dos clubes. O professor Ronaldo Cristiano  entregou o Telescópio "Luciano Barbosa" e os equipamentos ao professor José Edson do ACE e o professor Charles Magalhães entregou o telescópio "Laura" e os equipamentos ao professor
Jenivaldo Lisboa, coordenador do CAVT. Enfim, após a entrega dos equipamentos, o professor Ronaldo Cristiano, diretor do CECITE, apresentou suas considerações sobre a importância do trabalhos dos clubes de astronomia nas escolas, agradeceu a presença de todos  e declarou encerrado o 1º ENCAL.









Mais algumas fotos do 1º Encontro dos Clubes de Astronomia de Alagoas.

Da esquerda para direita: Rôse Dias (CLAM), Robert Cristhyan (PAM),
 Pedro Barros (CLAM), Pablo Vinícius (PAM) e Arthut Levy (PAM).









Pedro Barros (CLAM), Jenivaldo Lisboa (CAVT)
 e Rôse Dias (CLAM).
Rôse Dias e José Cláudio (CLAM). 










Rôse Dias (CLAM), Jenivaldo Lisboa (CAVT) e
Demitry Messias (ACE), momento descontraido
após a apresentação dos pôsteres.
Participantes do 1º ENCAL no encerramento. 
       Nossos agradecimentos à toda equipe da Secretaria da Educação, em especial ao secretário Dr. Luciano Barbosa, à secretária Executiva profa. Dra. Laura Cristiane, ao Superintendente de Políticas Educacionais prof. Me. Ricardo Lisboa pelo apoio incondicional sem o qual não conseguiríamos realizar esse nosso 1º Encontro dos Clubes de Astronomia de Alagoas. Agradecemos também, aos palestrantes, prof Dr. Elton Malta e prof. Me. José Isnaldo e a todos que vieram prestigiar e participar  do nosso encontro.

Resumo.
1º Encontro Alagoano dos Clubes de Astronomia.

Realizado por; OAGLL-CECITE-SUPED-SEDUC-AL.
Local: Centro de Ciências e Tecnologia da Educação no CEPA. 
Data: 09 e 10/12/2016.
Total de inscritos: 40 (quarenta).
Total de participantes efetivos: 34 (trinta e quatro).
Número de trabalhos apresentados: 2 (duas) palestras; 10 (dez) apresentações orais; 10 (dez)pôsteres.
Grupos participantes: Astronomy Club Eclipse-ACE; Clube de Astronomia Valentina Tereshkova - CAVT; Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas - CEAAL;  Clube de Astronomia de Maceió - CLAM; Projeto Astronomia Mirim - PAM.


O Observatório Astronômico Genival Leite Lima é um dos grupos componentes do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação, que está vinculado à Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria da Educação do Estado de Alagoas. Para realizar suas atividades conta com o apoio dos:
Usina Ciência da UFAL.
Clube de Astronomia de Maceió