Conclusão Inicia 2015

Alunos concluintes do IniCiA 2015. Da esquerda para direita: João David,
 Samara Monteiro, Adriano Aubert (orientador), Paula Souza e José Mauro Soares. Foto Bruno Bianchi / CLAM.

     Hoje, 30 de dezembro de 2015, com a apresentação do último trabalho, concluímos o programa de Iniciação Científica em Astronomia, IniCiA 2015, do observatório. Este ano conseguimos realizar quatro pesquisas com estrelas variáveis. A equipe contou com uma aluna do Instituto de Física da Universidade Federal de Alagoas, uma aluna do colégio Dinâmico, da rede particular e dois alunos da Escola Estadual Moreira e Silva da 13ª  Gerência Regional de Educação da Secretaria de Educação de Alagoas. 

Samara Monteiro apresentando seu estudo sobre a
estrela EP Crucis.  Foto Bruno Bianchi / CLAM.
   No dia 21 de dezembro de 2015, três trabalhos do IniCiA 2015 foram apresentados. O primeiro, intitulado "Verificação de Época de EP Crucis" foi apresentado por Samara Monteiro, aluna do
 primeiro ano do curso de Física da UFAL. A pesquisa foi realizada partir de imagens digitais obtidas no OAGLL e processamento programas especializados,







José Mauro apresentando sua pesquisa sobre a
estrela variável BH Crucis.  Foto Bruno Bianchi / CLAM.
O segundo trabalho foi apresentado pelo aluno do º Ano da escola estadual Moreira e Silva, José Mauro Soares. A pesquisa intitulada "Fotometria Visual de BH Crucis" também utilizou programas especializados no processamento de imagens digitais.









Paula Souza apresentando o seu trabalho sobre a
 estrela variável LPV S Carinae.  Foto Bruno Bianchi / CLAM.

 O terceiro trabalho foi apresentado pela aluna Paula Souza, aluna do 2º ano do colégio Dinâmico de Maceió. A pesquisa teve o objetivo de verificar a equação de época da estrela variável de longo período S Carinae.
João David, aluno da escola estadual Moreira e Silva
 recebendo o seu certificado de conclusão do IniCiA 2015.










No dia 28 de dezembro, foi a vez de João David Gonçalves, aluno do 2º ano da Escola Estadual Moreira e Silva apresentar o seu trabalho intitulado "Fotometria Visual de U Carinae".











      Os dados obtidos nas pesquisas foram enviados para a American Association of Variable Star Observers - AAVSO, após verificados e validados, irão constar do banco de dados internacional da instituição americana. Os dados levantados pelos alunos comporão um repositório que fica disponível a todos os pesquisadores, educadores e educandos de todo o mundo. 

O Observatório Astronômico Genival Leite Lima é um dos grupos componentes do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação - CECITE que está vinculado à Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria de Educação de Alagoas. 

Apoio:
Usina Ciência da Universidade Federal de Alagoas;
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas;
Clube de Astronomia de Maceió.

Nenhum comentário:

Postar um comentário