O Observatório leva o telescópio à escola

Noite de observação celeste na Escola Aurelina Palmeira
Nos dias, 13 e 15 de outubro de 2010, o OAGLL levou um telescópio às escolas estaduais Dr Júlio Auto e Professora Aurelina Palmeira, ambas no bairro do Vergel do Lago em Maceió. As escolas, que no mês de setembro haviam recebido a exposição Paisagens Cósmicas e a apresentou aos seus alunos, puderam observar os vales , crateras lunares, Júpiter e seus satélites através do telescópio.

Na escola estadual Dr. Júlio Auto admiração com a superfície da Lua vista ao telescópio
Na noite do dia 13, uma quarta feira, os alunos da escola Dr. Júlio Auto receberam a equipe do observatório e ficaram admirados com a clareza de detalhes observada na superfície lunar. As crateras, as montanhas, os mares lunares eram reais e não fotos no livro de Ciências ou Geografia. Alguns alunos até desconfiaram. Achavam que se tratava de um truque, que estavam observando uma foto dentro daquele tubo metálico (o telescópio). Mas, encobrindo a entrada de luz do instrumento, logo perceberam que estavam vendo a superfície da Lua ampliada. Depois voltamos o telescópio para Júpiter. O planeta estava bem alto no firmamento e apresentava seus quatro satélites: Calisto, Ganimede, Io e Europa. Espanto geral quando mencionamos que aquela bolinha, o planeta Júpiter, era o maior do Sistema Solar e que dentro dele cabiam mais de mil planetas Terra!!! Ficamos na escola até as 21:30h.

Admiração e surpresa ao observar ao telescópio
Na noite do dia 15,sexta feira, fomos a escola Aurelina Palmeira. Chegamos por volta das 19:30h e encontramos  um grande número de alunos, que logo se prontificaram a ajudar com o telescópio e ansiosos para ver a Lua e Júpiter, logo fizeram uma fila. Observamos os mares lunares: Serenidade,Tranquilidade, Fecundidade, das crises e da chuvas. Reconhecendo-os, depois algumas crateras lunares, Tycho, Ptolomeus, Proclus. Alunos inquietos e curiosos nos faziam muitas perguntas, as vezes duas ou três ao mesmo tempo. Como na escola anterior, observamos Júpiter e o espanto foi igual. Ficamos observando a Lua e Júpiter até as 22:30h.

Curiosos e inquietos alunos da escola estadual Aurelina Palmeira 

Foram noites especiais e agradáveis, onde a comunidade daquelas escolas puderam entrar em contato com algo novo, que estava sempre lá, mas que passava desapercebido. Os horizontes daqueles alunos se alargaram e uma nova percepção do universo começou em suas mentes.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário